Humanismo Histórico

From humanipedia
Jump to: navigation, search

No mundo académico ocidental costuma-se chamar “humanismo” ao processo de transformação da cultura que, começando em Itália, particularmente em Florença, entre finais do séc. XIV e começos do séc. XV, conclui, no Renascimento, com a sua expansão por toda Europa. Esta corrente apareceu ligada às “humanae litterae” (que eram escritos referidos às coisas humanas), em contraposição às “divinae litterae” (que colocavam o acento nas coisas divinas). E este é um dos motivos pelo qual se chama aos seus representantes de “humanistas”. Desde esta interpretação o humanismo é, na sua origem, um fenómeno literário com uma tendência clara para retomar os contributos da cultura greco-latina, asfixiados pela visão cristã medieval. Deve-se anotar que o surgimento deste fenómeno não se deveu simplesmente à modificação endógena dos fatores económicos, sociais e políticos da sociedade ocidental, mas esta recebeu influências transformadoras de outros ambientes e civilizações. O intenso contacto com as culturas judia e árabe, o comércio com as culturas do extremo oriente e a ampliação do horizonte geográfico, formaram parte de um contexto que incentivou a preocupação pelo genericamente humano e pelos descobrimentos das coisas humanas.