Países em vias de desenvolvimento

From humanipedia
Jump to: navigation, search

Grupo de países nos quais predomina a sociedade tradicional, ou que realizam a transição da economia pré-industrial para a economia industrial e pós-industrial. A maioria destes países está em África, América Latina e Ásia, no hemisfério meridional. Aí vive 70% da população mundial e está concentrada apenas 30% do rendimento global. Isto testemunha a injustiça das relações económicas internacionais e o atraso económico-social das relações sociais e do nível tecnológico da sociedade nestes países. A responsabilidade por este atraso recai não só no capital transnacional que explora estes países, mas também nas elites governantes deles, que travam o desenvolvimento e obstaculizam o processo de modernização da sociedade. Porem, é também necessário reconhecer que a produtividade do trabalho nos países em desenvolvimento é baixa devido ao analfabetismo de grande parte da população adulta, ao nível inferior de qualificação dos trabalhadores, ao atraso tecnológico e à ausência ou debilidade da base cientifica própria. Os estados de África, América Latina e Ásia tentam cooperar em aspetos regionais e a nível internacional par acelerar seu desenvolvimento coletivamente e por meio do diálogo com o “Norte”.

A VII conferência dos líderes dos estados e governos dos países não alinhados (1983) aprovou a declaração sobre o apoio coletivo nas próprias forças dos países em desenvolvimento e o programa de ações sobre a cooperação económica.

Nos marcos da Conferência da ONU sobre o comércio e o desenvolvimento, fundado em 1964, atua o Comitê da cooperação económica entre os países em desenvolvimento. O Grupo 77, criado em 1964 pelos países de África, América Latina e Ásia, realiza, desde 1977, reuniões dos ministros de relações exteriores durante as sessões da Assembleia Geral da ONU. No Japão se realizou em 1996 o seminário de 10 países latino-americanos e asiáticos (Argentina, Brasil, Colômbia, Chile, México, Malásia, Tailândia, Hong Kong, Coreia do Sul e Japão), que examinou os problemas do desenvolvimento das relações económicas entre Ásia e América Latina.