Problema da alimentação

From humanipedia
Jump to: navigation, search

O problema da fome é um dos problemas globais contemporâneos mais agudos, que afeta mais de 1.500.000.000 de seres humanos em todo o mundo, mas especialmente os países em vias de desenvolvimento (*) e, sobretudo, os 26 países africanos menos desenvolvidos; no Haiti, Nicarágua, Albânia, Índia, China e Coreia do Norte. Anualmente, mais de 50 milhões de pessoas morrem de fome.

Às vezes, o fator principal do problema da fome tem a ver com a desproporção entre os recursos alimentícios limitados e o crescimento demográfico não regulado, sobretudo nos países em vias de desenvolvimento. Por exemplo, durante os anos 70 e 80, o ritmo do incremento anual da produção alimentícia era de 2,8%, enquanto o crescimento demográfico anual era de 1,8%. Assim, os fatores principais da fome radicam nos vícios de nossa civilização, estão determinados pelas deficiências de organização social no nível nacional e internacional, são fruto da injusta distribuição da riqueza social e da indigência de centenas de milhões de seres humanos: do pauperismo, a desocupação massiva, o analfabetismo e a baixa produtividade do trabalho nos países subdesenvolvidos, produto da herança colonial e dos torpes experimentos sociais.

O problema da alimentação é parte integrante do subdesenvolvimento e não pode ser resolvido sem a reestruturação do sistema produtivo; da modernização da vida social; da eliminação das zonas de pobreza e da reorganização do sistema de relações económicas internacionais. Apenas pode ser superado mediante a distribuição mundial do progresso social, científico, ecológico e espiritual. Em suma: mediante a humanização daTerra.