Difference between revisions of "Autogestão"

From humanipedia
Jump to navigation Jump to search
(Criou a página com "(do lat. Gestio: ação e efeito de administrar; e do gr. autos: próprio, por si mesmo). Autoadministração, autogoverno. Dentro do sistema político democrático este ter...")
 
 
Line 1: Line 1:
(do lat. Gestio: ação e efeito de administrar; e do gr. autos: próprio, por si mesmo). Autoadministração, autogoverno.
+
(do lat. Gestio: ação e efeito de administrar; e do gr. autos: próprio, por si mesmo). Auto-administração, autogoverno.
 
Dentro do sistema político democrático este termo aplica-se aos órgãos territoriais de eleição popular a nível comunal e municipal e também às autoridades eletivas das sociedades cooperativas e aos órgãos eleitos das organizações sociais democráticas.
 
Dentro do sistema político democrático este termo aplica-se aos órgãos territoriais de eleição popular a nível comunal e municipal e também às autoridades eletivas das sociedades cooperativas e aos órgãos eleitos das organizações sociais democráticas.
 +
 
A autogestão é um ideal dos sistemas anarquistas e de algumas correntes socialistas, movimentos juvenis de protesto, feministas, ecologistas, etc.
 
A autogestão é um ideal dos sistemas anarquistas e de algumas correntes socialistas, movimentos juvenis de protesto, feministas, ecologistas, etc.
 +
 
Os humanistas contemporâneos apóiam os esforços dos movimentos populares ao nível de bairros, centros docentes, clubes, etc. para se organizarem democraticamente segundo o princípio de autogestão, que se entende como uma variedade da democracia direta e participativa. Os humanistas tratam de colaborar com os cidadãos na utilização dos seus direitos civis e constitucionais, para ampliar os marcos da democracia e constituir órgãos de poder local, municipal, com base no principio de autogestão, como expressão democrática de sua vontade, da cultura de consenso e não-violencia, de solidariedade humana.  
 
Os humanistas contemporâneos apóiam os esforços dos movimentos populares ao nível de bairros, centros docentes, clubes, etc. para se organizarem democraticamente segundo o princípio de autogestão, que se entende como uma variedade da democracia direta e participativa. Os humanistas tratam de colaborar com os cidadãos na utilização dos seus direitos civis e constitucionais, para ampliar os marcos da democracia e constituir órgãos de poder local, municipal, com base no principio de autogestão, como expressão democrática de sua vontade, da cultura de consenso e não-violencia, de solidariedade humana.  
  
 
[[Categoria:Dicionário do Novo Humanismo]]
 
[[Categoria:Dicionário do Novo Humanismo]]

Latest revision as of 16:58, 2 April 2016

(do lat. Gestio: ação e efeito de administrar; e do gr. autos: próprio, por si mesmo). Auto-administração, autogoverno. Dentro do sistema político democrático este termo aplica-se aos órgãos territoriais de eleição popular a nível comunal e municipal e também às autoridades eletivas das sociedades cooperativas e aos órgãos eleitos das organizações sociais democráticas.

A autogestão é um ideal dos sistemas anarquistas e de algumas correntes socialistas, movimentos juvenis de protesto, feministas, ecologistas, etc.

Os humanistas contemporâneos apóiam os esforços dos movimentos populares ao nível de bairros, centros docentes, clubes, etc. para se organizarem democraticamente segundo o princípio de autogestão, que se entende como uma variedade da democracia direta e participativa. Os humanistas tratam de colaborar com os cidadãos na utilização dos seus direitos civis e constitucionais, para ampliar os marcos da democracia e constituir órgãos de poder local, municipal, com base no principio de autogestão, como expressão democrática de sua vontade, da cultura de consenso e não-violencia, de solidariedade humana.